Dando continuidade a série de entrevistas com os sócios da VBMC Consultores, em comemoração aos 35 anos de fundação da empresa, este mês entrevistamos a sócia Thelma Balaniuk.

 

  1. Qual a sua formação acadêmica?

Psicologia com ênfase em Recursos Humanos, MBA em gestão de Pessoas.

 

  1. Por que escolheu a carreira de consultor?

Na verdade, não foi uma escolha. Eu sempre digo que nasci consultora. Ainda na faculdade, pra tirar um dinheiro extra, ajudava um professor, que era consultor em treinamento, a montar os materiais que usava. Os recursos eram máquina de escrever, mimeógrafo, cartazes, etc. Acho que hoje poucos conhecem isso tudo. E no final já estava ajudando nos treinamentos de sua consultoria. Depois de formada, comecei a carreira quase que naturalmente, nem pensava em outra coisa. Passei por umas duas empresas como analista de RH, mas sabia que meu negócio era consultoria. E já estou nesta vida há 35 anos.

 

  1. Qual a sua história na VBMC?

Conheci o nosso fundador, Duarte Nuno, através de amigos em comum. Já estava trabalhando em treinamento em outra consultoria. Ele me convidou para trabalhar na empresa, que na época se chamava S&M Consultores. Isso foi em junho de 1990. Eu era a única pessoa de RH na empresa. Minha responsabilidade era dar suporte a área de Operações, através de treinamentos para as áreas que iriam passar por alguma implantação. E o trabalho foi crescendo, os clientes muito carentes na área de Recursos Humanos, dava uma ajudinha aqui e ali e percebemos que deveríamos explorar melhor produtos em Gestão de Pessoas para oferecer aos clientes. Depois de uns 04 anos como consultora, começando a contratar pessoas de RH, fui convidada para ser sócia da empresa. Aí começaram verdadeiramente os meus desafios.

 

  1. Qual foi o maior desafio e a maior realização nestes 35 anos de VBMC?

Sem dúvida foi montar a área de Gestão de Pessoas dentro da VBMC. Desde contratar e treinar nossa equipe, desenvolver novos produtos, buscar informações sobre este mercado, mostrar aos clientes a importância da área de RH, que em nosso nicho de atuação, de empresas familiares, não existiam, aliás, nem era considerada uma área estratégica. Existia Departamento Pessoal e olha lá. Considero que os desafios foram sendo cumpridos, a nossa área de Gestão de Pessoas passou a corresponder em número de consultores e no faturamento, em muitas fases, quase 50% do resultado da empresa. Sinto muito orgulho desses resultados.

 

  1. Como você enxerga a VBMC no futuro?

Primeiro, como profissional do segmento de consultoria, entendo que somos muito privilegiados, pois existe uma forte tendência de mercado de chamar empresas externas, de prestação de serviços em diversas áreas, para suprirem necessidades específicas e assim melhorarem seus resultados. E hoje essa tendência, chamada de terceirização, está se firmando cada vez mais. E nós, da VBMC Consultores, estamos absolutamente preparados para responder a esta demanda que virá. Podemos terceirizar, como já fazemos, a gestão e a operação de várias áreas dentro de empresas de todos os segmentos. E em Gestão de Pessoas nossa experiência com a terceirização já ultrapassa 20 anos. Então não tem como não enxergar o futuro com muito otimismo e satisfação.

 

  1. Quais recomendações você deixaria para todos que estão trilhando o caminho da consultoria?

Primeiro, entenda que você é um profissional privilegiado. Normalmente um consultor, por mais que tenha formação e experiência em alguma área específica, sempre estará em contato com todas as áreas do cliente, com diferentes níveis de profissionais dentro da organização, aprendendo sobre diferentes segmentos de mercado, ou seja, se torna um generalista naturalmente.  Isso tem um valor inestimável para a sua carreira e seu currículo. Segundo nossa profissão exige muito estudo, atualização, pesquisa, um olhar atento ao mundo corporativo em geral. Pra quem gosta de desafios, está na área certa. Não temos uma mesa pra chamar de nossa, uma sala pra colocar nossos murais e nem fotos da família no nosso cantinho. Mas em compensação, temos uma empresa inteira pra circular, pessoas para desenvolver e resultados para colher. Não tem como não amar esta profissão.

 

 

Thelma Balaniuk – Sócia da VBMC Consultores